1601221_481780881959399_1005807992882076810_nPois a cada ano que passa minha paixão pela História da Moda aumenta e minha dedicação a essa área se transforma . Cada vez mais tenho mais interesse na história como fonte e como maneira de entender processos culturais e sociais. No entanto me entristece ver como essa disciplina anda sendo ministrada … confundida com toda sorte de decorebas ou sem nenhum aporte de contextualização. Desvalorizada em programas de curso faz com os alunos entendam pouco  e pior,  deixem de se apaixonar.

Uma lástima

Entendam o Barroco como vísceras , o romantismo como um mergulho desvairado em si mesmo , o renascimento como revolução e a moda como o atributo visual destas condições humanas . Não pensem em roupa como reflexo, em moda como algo que vem depois do acontecido …mergulhem na história como no centro de um novelo com fios indo em todas as direções ao mesmo tempo . Nada de ordem prevista , nada de quem veio antes ou depois. Utilizem a cronologia com um útil navegador e abram mão de decorar nomes de peças de roupa como chave de conhecimento. Desconfiem de publicações e de falas que valorizem o primeiro a vestir algo ou a utilizar alguma coisa …. nada disso é importante , nada disso é história …

Palavra de 20 anos dedicados a História e a Moda .

 

bootsMais do que sensata essa é uma mistura que revela a possibilidade de mesclar o que há de mais rígido com fibras macias ,  texturas delicadas e por vezes trames bem trabalhas.

Na esteira  dos anos 90 os coturnos , boots , vem tomando conta das passarelas do dia-a-dia bem como das vitrines e catálogos ( detesto lookbook) . Da mesma década vieram os máxi-tricôs que aparecem junto a forte tendência das confort clothes – peças que são confortáveis , as vezes possuem modelagem desconstruída e que encontram os ideias de menos carão e mais aconchego!

Para o inverno carioca a dupla pode ser usada sem problemas . Boots podem ser conjugados a vestidos leves , jeans, leggins e os tricôs podem ter a trama elaborada mantendo leveza na textura e na composição. Indo na contramão dos looks combinados , cheios de tédio – essas mistura propõem criatividade e dá ao consumidor a possibilidade de ser o autor daquilo que veste !!!!

“Choose your destiny”!

Leveza da pena e dureza da espada são boas estratégias de ação !

mariana 2Imagens : We Love Folk Art e Mariana Iacia ( Designer da Svetlana)

new-savage-beauty-bannerExposição incrível.

Um dos gênios da moda . Gênio porque  é um ser pensante . E pensar além de dar trabalho custa caro . As vezes, a própria existência.

Questionar os padrões da moda através de um olhar selvagem , de uma interpretação difícil , de um produto inovador . Desafio cumprido com primor .

Imperdível !

Visitem o site , vejam o catálogo e que for a Londres , não perca , é claro ! ( No V&A – Victoria anda Albert Museum)

Pois é …volta e meia me pego dizendo : quem me conhece sabe …Mas para quem estou falando ? quem me conhece ?

Todos os dias alguém me diz que praia é a coisa mais legal do mundo , que tenho que soltar o cabelo e que não devo usar preto no verão …então com que eu ando conversando nos últimos 40 anos ?

Pois bem eu não gosto de praia embora vá a praia vez por outra . 95% do meu guarda-roupa é preto e os 5% que sobraram são uma bagunça pouco representativa , são coisas que consumo ou ganho por total falta de alternativa …ninguém produz muita coisa em preto no verão por exemplo e as pessoas que cismam de me presentear fogem do preto porque acreditam que eu deva usar outra cor. Pois bem : eu não devo usar outra cor, não devo gostar de axé e nem de trio elétrico, bem como não devo conseguir assistir um curso de confeiteiro com aulas gravadas na internet . Outra coisa importante:  eu não sou a pessoa que vai transformar uma lata de leite em pó em um porta-alguma-coisa com um paninho colorido colado .  Vou ficar olhando a lata de leite e tenho absoluta convicção de que a dita cuja continuará sendo lata de leite em pó bem piorada por conta do paninho colado. Por que fazer isso ? se alguém precisa de um porta treco é só abrir a tampa de qualquer embalagem e colocar seus cacarecos lá dentro …por que disfarçar , recobrir , enfeitar ? bem , isso é para que gosta , tá certo mas eu não gosto.

 

Gostar é uma coisa pessoal …. gostar de roupas e objetos pode ser construido socialmente , tenho que concordar com Pierre Bordieu e com suas “Questões Sobre Gosto e Estilo” mas, odeio gente que te olha e fala que você engordou , emagreceu ou que tá diferente … que diabo de observação é essa ? Óbvio que todo mundo fica diferente , principalmente se vc não vê a pessoa há um certo tempo . Os cabelos mudam , o bronze também , a gente envelhece e a meu ver pode ficar mais bonito também. E vem cá gente como é que se fala um monte de coisas sem saber o que está acontecendo com o outro ? Tem gente que infelizmente fica doente , tem gente que tá branco porque não tem tempo de pegar sol ou não pode fazer isso , tem gente que tá magro porque tá deprimido ou gordo porque precisou tomar um monte de remédios…quem sabe se a gente abraçar mais e falar menos não dá certo ?

Me lembro que há pouco tempo vieram me perguntar porque eu estava de óculos escuros dentro de um ambiente de reunião . Será que isso incomoda alguém ou será que é medo de doença infecto contagiosa ?Eu sofro de fotofobia em milésimo grau . Vivo de óculos de sol mesmo com nuvens pairando sobre o universo e muito embora não seja amiga do Bono Vox partilho com ele o hábito de estar sempre de óculos porque simplesmente morro de dor se tirar , tá ok ?

É complicado andar por aí falando com as pessoas e perceber que raramente vc é ouvido . Não faz muita diferença mas o mais curioso é quando vc participa de uma reunião de blogueiras e a pauta diz que vc tem que ser agradável . Ok ! Concordo !  Sou super mega a favor de que todos sejam agradáveis e gentis mas …ser bacana não inclui nada disso que vcs leram aí em cima.

Ser bacana é ser colorido o ano inteiro , é dizer que todas as tendências de moda são legais e que as lojas são ” uma brasa, mora ?” kkk ah vc tem que achar muito bom olhar esqueletos humanos sem noção …administrando conselhos absolutamente imbecis sobre saúde , dieta e nutrição.

Gente tenho mania de emagrecer também , tenho mania de comprar sapatos , gosto de álcool no fim do dia e de festa no final de semana , sou um ser assim , aqui e ali mas quero falar com quem pare de me interpelar com a obrigação de ser outro que não eu mesma !

 

Falar da Liv Joias é falar de design.

liv2Por isso a primeira imagem que ilustra esse post é do processo de criação e desenvolvimento de uma peça .  A Liv Joias é uma nova alegria na joalheria. Nova porque traz beleza, desenvolvimento projetual e acabamento primoroso. E …como não podia deixar de ser nada disso surge do nada : Olivía Blanc responsável pela marca é uma designer de mãos cheias ! Pesquisadora incansável , aluna excepcional traz na seriedade de sua formação acadêmica o espelho de seu desenvolvimento profissional .

Lindas peças são apresentadas aos poucos e,cada vez mais,  a cada lançamento uma surpresa : leveza, equilíbrio e acabamento ….tudo em seu devido lugar ! livMuitas pedras , muita prata , formas diversas envolvendo cada criação.LIV4Apesar de ser amante dos anelões de plantão não resisti a delicadeza e as formas quase inusitadas que envolvem e enfeitam!liv5

insecta4Se teve algo que realmente me impressionou nos últimos mercados de moda alternativa que visitei foi o trabalho da INSECTA SHOES – vinda do Sul do Brasil a marca desenvolve lindos calçados  a partir de tecidos de peças compradas em brechó o que faz com com que a repetição de padrões inexista em larga escala. Quando o assunto é calçado fico mobilizada primeiro como consumidora fiel que faz jus a tal intrincada relação que une mulheres e seus sapatos e segundo porque sou conhecedora digamos, técnica da área . Assim, posso garantir que além de ser um delírio para os olhos os sapatos da INSECTA são muito bem acabados e possuem um conforto, de fato, raramente visto nas propostas autorais ou alternativas. Eu entrei naquela fase de entender que já tenho tudo o que preciso para este verão que estamos quase lá …. já estou bastante munida de novidades no closet e de ideias na cabeça que me fazem pensar em não consumir mais nada mas … a INSECTA me contaminou com sua proposta inovadora que atende aos valores ergonômicos e simultaneamente  traz ar fresco aos modelos oxford que a gente tanto ama ! Tem cano altinho , tem modelo vazado e deve aparecer mais coisa por aí! ( corre lá no Face da Insecta – vai pelo correio para todo Brasil)Insecta2Lindo de morrer de vontade de ter um igualzinho!!insecta3Para todo mundo , para a vida toda !

Fotos : As imagens vem do Facebook da marca – as minhas ficaram meio feiosas !

20140906_154234A Le Berbat é um caso de amor antigo! Amante dos acessórios que sou conheci a marca e a linda Raquel ( cada vez mais linda essa moça com ares de top model) que desenvolve as peças há alguns anos atrás em um dos mercados de moda alternativa do Rio de Janeiro .O tempo passou e a Le Berbat continua me conquistando por seguir as tendências de forma criativa , com preços convidativos e material de qualidade. Além de peças bacanas o espaço da marca em qualquer mercado do qual faça parte é sempre um diferencial : a identidade visual do espaço comercial sobressai  tanto em stands minúsculos quanto naqueles em que as medidas são mais confortáveis . O VM é super valorizado pela marca que registra essa atenção na retina de seus clientes que se tornam além de fiéis consumidores amigos de coração !20140906_154310Lindos anéis brotando na graminha da Le Berbat!

20140906_154259As correntes são presença constante nas coleções da marca . Em diversas opções , inclusive de coordenação , dá para  ser super clássica ou trendy se envolvendo nessas propostas !