agosto 2011


Nas aulas de semiótica discutimos o tempo todo sobre as potencialidades da imagem e sobre as novas possibilidades aprsentadas pela sociedade contemporânea em termos de produção de sentido. Que tipo de referências utilizamos ? quais as citações que fazemos ? que sensações provocamos ? o humor , o non sense, a provocação vinda do mal acabamento ….

São novas maneiras de falar sobre as coisas que fazem com que o interpretante ( receptor , cliente , público-alvo) fique ligado na mensagem exatamente por estar recebendo uma informação, talvez já conhecida mas, de forma pouco ortodoxa!

Dêem uma olhada !

Anúncios

Vocês sabem o que é isso ?? pois acertou quem disse que isso era de fato um sapato utilizado por pessoas que viveram no período medieval.

Polainas eram estes calçados de pontas finíssimas feitos em couro macio ou pelica. Alongados ao extremo as polainas faziam eco as silhuetas de altura que projetavam o homem aos céus. Cabeças com penteados e chapeus em ponta, mangas longas em bicos  se ligavam a uma arquitetura que tambpem buscava fazer do homem – ser inferior – alguém que pelo menos deixava claro seu desejo de alcalçar o mundo dos espíritos.

E hoje pois nos encontramos no século XXI declarando que o mais clássico dos sapatos femininos é a grande aposta para os must have da vida das mulheres.O Scarpin preto vem na contra mão das tendências de consumo imediatas e fala daquelas peças que não saem de moda. Ao mesmo tempo que solados de corda, cores com nomes exóticos e um monte de penduricalhos aparecem alguns itens resurgem com um discurso de permanência e por isso mesmo são valorizados e valem o quanto resistem a passagem do tempo.

 

Nas imagens: Jimmy Choo, Loubotain, e Michael Kors

Na história da joalheria um dos significados simbólicos mas vistos nas jóias é o segredo . Guardar, esconder, velar. Deixar fechado, abrir para poucos , partilhar apenas consigo mesmo ou com raros pares. Aneis de caixinhas, pingentes com cadeados, relicários.  Aproveitando esta idéia história a SAGGI marca de luxo britânica desenvolveu os anéis de segredo. Um pouco brncadeira e um pouco levados a sérios os aneis são peças suntuosas que podem guardar as mais diversas surpresas. Feitos com tampo de pedras semi-preciosas o interiro de cada uma das jóias é que pode variar de valor e de representação da brincadeira cyber dos emoticons, aos simbolos que podem aludir ao nascimento , aniversário a matéria prima vai do cristal ao ouro , do esmalte ao brilhante.  O anel é vendido vazio e podem ser comprados quantos segredos você quiser ou tiver…..

O verão tá cheio de citações aos anos 70 … fala-se de um pouco de flower power e  também na direção dos 1970 mais chiques…. palazo pijamas, seda, túnicas, maxi carteiras, plataformas ….

Mas a despeito dos Seventies alguns classicões da moda marcam ponto e ….na verdade estão no repertório 1070 também!O tuxedo – ou o blazer de smoking é uma dessas peças que vem aparecendo no discurso das tendências há pelo menos dois anos. Fazendo valer uma homenagem a YSL e ao discurso da alfaiataria que vem combatendo os fast fashion da vida – o tuxedo no lugar de careta vem para ser combinado com tenis, jeans, e outras mil idéias que prometem não deixar quem usa com cara de executiva cafona dos anos de 1980.Gosto de ver possibilidades para o verão em cores diversas e com um pouco de romantismo. Juro que prefiro andar montada e se sobreviver ao calor eu prometo tentar!!!

Se você quer falar de Delivery , de Fast , de praticidade e não quer perder a pose …que tal experimentar o mais novo serviço de entregas internacionais ?

HARROD´S on your home !!!!

UM LUXO SÓ!!!!

Vejo você no próximo verão  ( título em português) é um filme de quase nada ….  e sem falar nada de importante fala de algo importantíssimo:  nossa vontade e dificuldade de mudar!

Nada de mudanças avassaladoras – ninguém é pobre e fica milionário, ninguém é pato feio e vira superstar. Mas mesmo sem virar manchete cada um sabe a complicação que é transformar nossas vidas , modificar padrões e correr atrás daquilo que vai nos deixar mais felizes. Como vivemos numa civilização de imagens e mais, de espetáculo, temos a tendência de desvalorizar as pequenas alterações que algumas maneiras diferentes de agir podem nos trazer. Somos acomodados, claro que temos medo também – afinal enfrentrar o fracasso nos faz por vezes escolher a tranquilidade de não sair do sofá, da internet , do mesmo trabalho, das mesmas relações.

Jack goes boating é um filme de nada que eu recomendo – é simples , direto , tem tomadas absurdamente lindas e uma atuação obviamente brilhante de Philip Seymour Hoffman que também é o hábil diretor da película. Amy Ryan é sua parceira. Uma atriz menos famosa e não menos sensacional!

Os dois são personagens comuns que querem transformar suas histórias cotidianas – e se esforçam para isso!

Mudar é possível e ser feliz sem estardalhaço também !

Sim acredito que o verão venha com uma nova cartela e que esta seja bacana. Porém, contudo ,todavia não sei se a gente aguenta após alguns meses a chuva de cores que vem por aí ….as tonalidades são belas  e remontam a um verão mais ameno ou pelo menos com uma dose de frescor ….a vantagem é que é menos cansativo do que as cartelas muito vibrantes .São azuis, laranjas , verdes e amarelos  mesclados a cinzas , caramelos , gelo e  branco …. os nomes são pitanga – camel, off white e nude continuam mas aparecem outros cada vez mais estranhos pistache e hortência  são coisa simples agora!! A reinvenção da moda está na nomenclatura que a cada dia faz de conta que vivemos de fato num mundo de novidades!