setembro 2012


Em tempos de Vingadores e de Homens de Ferro usando armaduras tecnológicas e contando piadas baratas de plaboy pra conquistar a audiência … que tal o guarda-roupa e Margaret Thatcher? O tailleur aparece como opção neutra , feminina mas rígida… Uma couraça comtemporânea, proteções de ombreiras e silhueta estruturada !

O tailleur entrou para a história da moda como um exemplo de roupa urbana . Longe de representar o passado romântico o conjunto de casaco e saia falava de mulheres ativas e participativas socialmente e depois de Chanel incorporou definitivamente o status de uma roupa moderna , elegante ligada a mulheres executivas, formadoras de opinião e ” tomadoras de decisão ” !

Com a Dama de Ferro o taiileur passou a representar a discrição em formas estruturadas , clássicas mas ligadas a habilidade de comandar o tempo presente .

Abaixo mais exemplos que ficam na retina :

A praticidade atemporal de Coco Chanel

A transgressão genial de Schiaparelli

E a sempre personagem de si mesma Dita Von Teese – Glamour retrô !

Anúncios

É claro que você já viu por aí uns objetos engraçadinhos que até cumprem sua função mas,  são consumidos porque fazem isso de maneira engraçada…

Taí o porco espinho paliteiro que não nos deixa mentir . Tem algo de kitsch – quando a forma se sobrepõe a função porém, pode ser engraçado ou  inusitado … e essa sensação de ver um objeto divertido , não vale a pena ?

Semana de moda em NY movimenta o mundo e o mundo se movimenta falando de viagens, de conhecer outras culturas de aprender olhando para fora. E se as viagens são tendência de comportamento imagina se Marca Jacobs fala delas … ai então o assunto não pode deixar de ser outro ….!Pensando em um consumidor urbano que roda o mundo e recebe mil influências Marc amado mistura os turbantes com listas e estampas num universo de cores . São viajantes globais como ele mesmo disse , turistas sedentos de informação cultural e com estilo e ousadia para incorporar suas aventuras no vestuário !