Essa é uma marca que conheço pessoalmente então tenho um prazer enorme em falar dela aqui . Para mim tudo começou quando conheci Carlos Antônio como meu aluno na faculdade de moda . Sempre defendendo seu trabalho artesanal , revestia de bordados projetos que podiam ser com jeans ou camisetas . Surgiam aplicações com pérolas e vidrilhos vindos de uma história familiar linda . Família mineira cheia de bordadeiras e costureiras de mãos cheias . Depois de passagens por marcas como a Ellus , nasce a Isaac ! Pilotada diretamente por seu diretor criativo – o mesmo Carlos Antônio que defendia que havia lugar sim para peças customizadas e autorais . Sem fazer uma moda cara , sem fazer vestidos de festa a Isaac é uma empresa que traz a malharia diferenciada com bordados , tingimento manual , e uma temática que transforma rosas vermelhas e a caveira e emblemas presentes em todas as coleções . A Isaac não tem loja própria mas já é encontrada em pontos de venda na Zona Sul e Oeste e está nos muitos mercados alternativos que existem e movimentam o Rio de Janeiro não somente em termos econômicos mas em termos de balaco cultural minha gente – tem melhor maneira de empreender do que isso ?18813937_1081886461942818_4430233726549623846_n

Pontuando seus trabalhos por excelente acabamento e por peças de tiragem pequena a Isaac aparece no O Mercado , no Retoke como uma das queridinhas da hora !

18527592_1072307519567379_2585399978603643994_n

Uma prova de que é possível conciliar bordados e aplicações com a malharia e de que é possível fazer um trabalho comercial sem ser banal !

Euzinha dando pinta de Isaac!! Sou cliente fiel !

eu

Anúncios

Uma das coisas em que eu mais acredito quando falamos da Moda Agora ! ( que foi e é título de uma palestra que ministro por aí afora discutindo novas tendências de consumo e comportamento na moda ) é no consumo de marcas pequenas que te fornecem a possibilidade de conhecer a cadeia produtiva daquilo que vc está comprando . São produtores menores , a maioria não tem loja e comercializa seus produtos em feiras , mercados e bazares . Eventos que reúnem pequenos produtores no momento estão em ascensão – febre na década de 90 – voltaram a tona em tempos de crise reinventando o consumo que agora está mais ligado em práticas conscientes quando o assunto é comprar . As peças são mais baratas , a quantidade do que é produzido é menor , muita gente não segue tanto as tendências de moda e você sabe direitinho que o que está comprando é fruto do trabalho honesto de meia dúzia de pessoas – essa meia dúzia por vezes envolve a família , os amigos , os namorados e maridos . Rola uma energia boa e positiva . Os eventos se transformam em encontros e os clientes em amigos de verdade e não somente balela de marcas que oferecem geladeirinha com cerveja e cobram os olhos da cara por uma bermuda que precisa pagar os impostos de uma loja em Ipanema ou nos shoppings bacanudos do Rio de Janeiro e mais as campanhas publicitárias hipsters para bombar na mídia e na cidade . De quebra essas iniciativas lançam novos talentos, geram renda e emprego em áreas de montagem , e produção e ainda dão gás para produtos de decoração e  gastronomia que , afinal , também fazem parte da lógica da moda .18556067_1295868500534772_3883107308678034928_n

Imagem: O Mercado Estilistas independentes . (@estilistasindependentes no Facebook )

Recomendo para vocês – O Mercado – acontece em várias localizações diferentes , eu adoro quando rola no Fluminese ! Babilônia Feira Hype – é a precursora de eventos do tipo no Rio de Janeiro – ocorre em várias localidades e atende super bem o público da Barra da Tijuca. Retoke – tem na Lapa ,  tem na Tijuca vale você conferir . Na Lapa é o bafo porque acontece no mesmo dia ( primeiro sábado do mês ) que a feira da Rua do Lavradio . É point para quem gosta de passar o dia na rua andando pela cidade encontrando amigos e fazendo fotos legais . Rio Fashion Day – tem na Tijuca e em Botafogo na sede social do clube . O Cluster é o evento  daquelas marcas que a galera dos bem nascidos descolados da cidade gostam . Tem muita coisa legal e …é mais caro que os outros . As vezes divide espaço com a Junta Local – que é uma linda feira de comidas e bebidas orgânicas , produções artesanais , sabores preparados de forma não industrializada ( tem site , tem informativo , tem sacola de compras orgânicas muita coisa mesmo !). Vale muito conhecer .Depois faço post de todo mundo de forma individual !

 

As anquinhas horizontais eram armações artificiais de quadril que atribuíam a silhueta esse corte radical . Como se uma linha reta tivesse de fato invadido o corpo feminino estabelecendo para o mesmo uma nova forma . Utilizada no vestuário ao fim da Era Vitoriana (1880), expressa o desgaste do romantismo , das regras e valores de um século que chegava ao fim . As pistas eram a decadência total do século XIX em favor de uma nova lógica que se estabelecia,  com os novos tempos que se anunciavam . A economia de consumo dava seus primeiros passos e tudo sinalizava para o lento , porém , concreto caminhar feminino rumo a uma vida mais pública , urbana e participativa. Como em todos os períodos de mudança,  a moda expressa a com veemência seus últimos arroubos de exagero . Os sintomas da passagem de século exibem o último e mais talvez estranho visual dos cem anos que se passaram após a queda do Antigo regime .

Prestando atenção nos dias de hoje : quais seriam nossos sinais de mudança ? O frenético consumo das fast fashion ou do see now buy now  ou a reflexiva e controlada fala do slow fashion ou do lowsumewrism.

Seriam as novas tendências de consumo uma pista que estabelece como pouso uma nova era ?

O entrada no século XX trouxe modificações , trouxe novos discursos e libertou aos poucos a mulher dos grilhões e das gaiolas que moldavam seu corpo mas a ponta do iceberg de unificações tardias e industrialização e mercado consumidor trouxe também uma Guerra Mundial e o crescimento de movimentos totalitários que redundaram no segundo grande conflito . Será que o desejo por menos na atualidade é uma forma de nos proteger  dos danos causados pelo excesso e pelas diferenças que o mesmo gera ?

1bf2fe7381fce1a1266a42d15ee35ca0

Esta é uma daquelas oportunidades que você pode pensar que é coisa de doido mas …. para quem é louco por sapatos e pelo Mestre Salvatore Ferragamo não é bem assim.

Pesquisador , incansável estudioso da anatomia dos pés , tentava ao máximo entender a complexidade dos ossos e dos movimentos para chegar a sapatos confortáveis e … pasmem … fáceis de serem usados .

Em 1938 Ferragamo criou a icônica Raibow Platform ( isso mesmo que você leu :1938) para a não menos célebre Judy Galard. Mulher ousada , de personalidade forte tinha uma sandália que compensava sua pouca altura de forma espetacular !

Hoje você pode se aventurar e : ter um modelo deste !!!!

5059400A venda na Harrod´s !

Montecristo-Magazine-2013-Ferragamo-rainbow_show-816x544Em cores vibrantes – No Museu  Ferragamo em Florença .

sollassollas 2Tem Sollas no shopping Rio Sul , Tem Sollas em Ipanema na Henrique Dumond , tem Sollas no coração de muita gente e por lá tem muita coisa bacana demais !!!

 

Olha só que bacana :

Quer aprender a aplicar o Titânio em joias contemporâneas?
Então vá conhecer o  workshop de titânio na joalheria ministrado por Virginia Moraes no Senac Copacabana .
São 12hs de cursos, aos sábados, dias 12, 19 e 26 de setembro.

Inscrições no Senac Copacabana. Rua Pompeu Loureiro 45
ou pelo disque Senac: 4002-2002
Investimento : 300,00 ou 2x de 150.

Se você gosta de joalheria e quer ver os resultados desse material tão interessante corra lá no Senac de Copa .

Virgínia Moraes é uma super mestra da joia  – é mestra porque é apaixonada pelo assunto , pela vida e tem alegria de ensinar no coração ! Quer oportunidade melhor que esta ?

Dá uma olha nas criações das alunas da Virgínia

alunas vialunas vi1IMPERDÍVEL!!!

Sem inverno no Rio de Janeiro e já fazendo a previsão de dias muito mais quentes por aí … Surge a inevitável necessidade de usar sapatos mais abertos e seguindo a feliz onda atual , sem abrir do conforto !  Anos se passaram e o conforto agora entrou no discurso da moda e veio com a chuva de tendências trazidas dos anos de 1990 . Tênis com tudo , tênis brancos com vestido ( eram minha obsessão) e sandálias mega deliciosas de usar . Alguns acham feiosas , outros criticam o casamento de modelos esportivos com pedrarias e outros ávidos por usar tudo que as revistas ditam na Europa acham que a moda já mudou mas, surpresa : as sandálias meio brutas , meio esportivas , com pedregulhos e ainda metalizadas  são o que há no verão europeu! Tá todo mundo usando e as flatforms que falei aqui há um tempão também estão na ordem do dia .sand zaraModelo da Zara – faz a linha despojada chique e aparece nas ruas c pantalonas fluidas e vestidos

sandwarehouse

Da WhareHouse testei esse modelo que traz tudo de uma vez – tem metalizado , tem pedraria e tem couro natural e solado tratorado! Bem confortável .

sandmatchesfashionNa Matchesfashion encontramos esse modelo coloridão que anda fazendo a cabeça das europeias porque para elas é a cara do verão – usado com tudo que você possa imaginas nas ruas gostei mesmo foi da combinação com look total black!

sandjellymelissaA  Melissa  Floxtambém anda aparecendo com frequência nas páginas do verão de outras terras – citada como opção fashionista e confortável é um modelo nacional com preço razoável para você andar por aí em dias de calorão ( para mim não sua , não aperta e nem machuca – antes que perguntem , já estou respondendo ) P.S. na coleção nova da Melissa você encontra o mesmo modelo com plataforma em cores lindas ! E a Flox II olha só :

FLOXII