Quando Alexander McQueem morreu o mundo da moda ficou de luto de verdade . O design inteligente perdia um de seus cérebros. Mas como todo cérebro pensante McQueem imprimiu sua marca e a mesma está presente no desfile da MCQ que seria seu segundo brand . Como aqui  é o caso é de alguém que, de fato, possui assinatura , pouco importa se a marca é a primeira ou a segunda … grafadas estão as digitais deste gênio nos produtos desenvolvidos  mesmo que in memorian … Espero que assim seja por longa data !MCQ_03_426x639YES OF COURSE! Século XIX e Inglaterra nas inspirações . Apaixonado por história e indumentária McQueen sempre trouxe toques do passado em suas coleções sem , no entanto , perder de vista a mulher atual. – A Urbanização advinda com a revolução industrial e os Gentlemans , Dandis ou mesmo os ricos burgueses são o espectro da Londres do do século XIX , some-se a isso a cultura urbana local . That´s it! Dandi Street Syle – mais contemporâneo IMPOSSÍVEL!

MCQ_04_426x639E como o inverno está ainda cheio de brancos – eu já falei disto em outros posts e provavelmente vocês ainda vão ler por aqui mais sobre a White Winter Global Fever :MCQ_07_426x639Notaram que os fofuchos andam de fato aparecendo em várias coleções – pelo , pelinho e pelão estão à todo vapor nas coleções , principalmente na LFW que acompanhei na íntegra !MCQ_09_426x639Tecidos da alfaiataria clássica , mil e uma invenções na modelagem tradicional e  polainas reeditadas nos calçados – quebrando as regras !MCQ_10_426x639Zebrado: um toque de animal print!MCQ_14_426x639Um toque MCQ de animal print!

P.S. OS calçados da coleção já são “must have” da temporada !

Anúncios