Assisti nesta semana a apresentação do IFM – Institut Français de la Mode, de Paris e palestra de LAURENT COTTA, especialista em moda contemporânea, professor do IFM  e curador de exposições do Musée Galliera – conhecido como Musée de la Mode de la Ville de Paris – a palestra concentrada na importância do tecido na moda utilizou imagens do acervo do museu ( em exposições na maior parte) para reverenciar o luxo e o significado simbólico da moda através de seu bem material mais precioso.

Compacto nas palavras devido ao formato do evento Laurent Cotta mostrou como o tecido representou também marcas e registros importantes em assinaturas de designers como Madame Grès, Balanciaga, Vionnet. Para cada um desses deuses da moda o tecido transforma-se e a matéria-prima passa a ser ora escultura, ora forma arquitetônica . Desta forma, o tecido se contrapõe ao passado do Antigo Regime onde somente a textura representava o luxo como riqueza e este assumia o papel de expor em quantidade as formas que aos poucos iam sendo trocadas de acordo com a passagem do tempo. Laurent Cotta me deixou com vontade de conversar mais sobre suas idéias a respeito da Moda Contemporânea principalmente depois que desenvolvi no último mês um grupo de aulas que considerei muito proveitosas na Pós Graduação de MKT de Moda da ESPM. Assim , resolvi dar continuidade ao assunto –  está na pauta um curso especial sobre o tema . Pasmem os que me imaginam ligada a moda como passado – Moda contemporânea será o tema do próximo curso livre – nada melhor do que pensar o presente entendendo o que a história transformou. E já que hoje o luxo está nas possibilidades que os tecidos abrem que tal discutirmos isso com o aporte histórico e cultural ?

AGUARDEM!

 

( imagem: reprodução)

Anúncios