Assistir ao filme O planeta dos macacos – A origem ( título em português) é como chafurdar numa imensidão de explicações que varrem o cinemão ultimamente. Depois do sucesso de George Lucas com sua continuação ao contrário (e isso lá existe ?) da saga de Star Wars – que ele , Lucas – jura ter escrito de prima mas filmado em outra ordem ….vários títulos passam por essa obssessão de explicar o começo que justifica o fim. No caso do Planeta dos macacos – A origem ;essa historinha no entanto,  fica engraçada já que estamos falando de nós mesmos- a humanidade ou de como quase desaparecemos da face da Terra e de como nos tornamos uma espécie secundária na linha de dominação.

As filmagens explicativas , construções determinantes em apontar uma sequência para os acontecimentos são emblemáticas de um período em que apesar da chuva de informações – sabemos cada vez menos sobre nosso futuro. É exaustivo tentar entender de onde viémos e mais cansativo ainda imaginar para onde iremos. O homem que não sabe de si arranja explicações para tudo e no caso do Planeta dos Macacos – A origem até mesmo nosso suposto fracasso como espécie se deve a nossa supremacia. Donos do mundo, reinventamos a nós mesmos distribuíndo inteligência aos animais e matando a fonte encontrada em nossa própria genialidade morimbunda.

Seria mais ou menos esta a nossa história – a morte por excesso, por domínio extremo , por controle absoluto ?

Gosto de pensar nessas coisas mais do que propriamente do filme em que as técnicas utilizadas para recriar os macacos me parecem o mais surpreendente! Os atores são abaixo da crítica de qualquer um – assim os símios que aos poucos se transformam em heróis ganham também destaque na atuação face ao fraquíssimo elemento comparativo ali presente!!!

Anúncios