Olha só  com essa mania que tenho de amar o passado e detestar essa moda de verão com blusas que escorregam e deixam a mostra tops ( quem foi que inventou essa atrocidade … bem, quem foi que inventou mesmo a sensação térmica de 50º ?) Fico realmente entusiasmada quando vejo esses revivals inteligentes de marcas que de fato geram tendências . Se a moda acaba incorporando essas tendências de grandes marcas e das passarelas internacionais que pelo menos incorpore as mais interessantes e , o tenho dito! Prada, Miu Miu e Marc Jacobs são quase inevitávies. Aparecem na passarela e pode até demorar um pouco ( cada vez menos ) e pronto, tá tudo lá na vitrine , na rua. Foi assim com o lady like style, com o maldito/lindo nude ( é o olha que teve muita gente aqui fazendo cara feia para mim quando eu mostrei imagens em cinza claro, bege e rosa desbotado)…Isso tudo é para falar dos looks maravilhosos de MIU MIU para 2011. Inspiração nos anos 40 com década de 70 pontuando também. Vem um pouco do safari setentão e dos cabelos da era disco…. mas muito do comprimento abaixo dos joelhos, das saias retas e das sandálias com meia que no exterior já colou… Um visual com um pé no período da segunda guerra mudial mas falando de mulheres divertidas talvez.De toda maneira gosto de ver mulheres mais mulheres e menos menininhas . Gosto de ver tecido em comprimento fora do curto que no Rio de Janeiro vira curtíssimo e principalmente gosto, adoro ver uma produção mais para o overdress do que para o casual, despojado e não sei mais o que …..não ligo para o que estou vestindo.A Prada ( tudo em casa né, na mesma casa ) também já mandava essas mensagens na coleção resort de 2010 .. e já tem coisa rolando com esta referência por aí.

A moda nos anos 40 mesmo nas revistas e nas imagens que procuravam escapar do clima tenso da Guerra era regida por formas muito estruturadas . Isto significa dizer que ombros , cintura e quadris ficavam bem delineados e marcados.


O taileur é uma peça importante. Prático fala simbólicamente de uma mulher urbana , ativa e sem os babados e as rendas que caracterizavam o romantismo e o sonho . O feminino de 1940 é altivo e participativo.  Os uniformes militares inspiram também a moda das mulheres que na verdade enfrentavam batalhas cotidianas .

Anúncios